Iniciou sua atividade jornalística em janeiro de 1956, quando foi o primeiro colocado, em um concurso no qual disputavam cerca de 200 jovens para uma vaga de repórter da Rádio Continental, uma das emissoras de destaque, na capital da República.

* RÁDIO CONTINENTAL *  RIO DE JANEIRO-RJ

  • 1956 – repórter político na Câmara Federal da antiga capital da República até a criação de Brasília abril/1960;
    • 1956 – cobertura do carnaval do Rio de Janeiro, por nove anos. Em 1956, no primeiro ano, atingiu o recorde mundial de 75:45 horas ininterruptas;
    • 1956 – cobertura do episódio político envolvendo o ex-governador Carlos Lacerda;
    • 1957 – cobertura do tiroteio da Assembléia Legislativa de Alagoas;
    • 1958 – cobertura da   chegada dos campeões da Copa do Mundo;
    • 1958 – desbaratamento da quadrilha de contrabandistas em Corumbá-MT
    • 1959 – cobertura do caso Aída Cury;
    • 1960 – cobertura do caso Neide Maia Lopes, “A FERA DA PENHA”;
    • 1960 – cobertura do transbordamento do Açude de Orós-Ceará;
    • 1961 – cobertura do seqüestro do navio português Santa Maria.

* RÁDIO MAIRYNK  VEIGA – RIO DE JANEIRO  * Diretor de Jornalismo

  • 1962  até 1964 simultaneamente com TV Tupi
  • 1964 bate seu próprio recorde mundial de horas ao microfone no carnaval de 1964 com  97 horas e 15 minutos
  • 1964 –  asilo na Embaixada do Uruguai

* RÁDIO TUPI  e RÁDIO DIFUSORA DE   SÃO PAULO * 1966 até 1980 quando há a cassação dos canais associados

CUIABÁ-MT – RÁDIO – SÃO PAULO-SP

* CUIABÁ-MT – RÁDIO “A VOZ DO OESTE” – Diretor de Jornalismo 1976 a 1977

* RÁDIO CAPITAL  –  SÃO PAULO-SP  *  Diretor de Jornalismo  1981 A 1984

   RÁDIO AMERICAN SAT – SÃO PAULO-SP * 1996 – Programa diário